Sobre lucasbasso

Estudante de engenharia ambiental. Nasceu em Curitiba, cresceu no municipio de Sinop/MT. Tenho 24 anos e torço para o atlético paranaense.

raiva

sim ainda estou solteiro e continua essa merda de me sentir mau por estar sozinho. na real hoje eu tava muito puto por isso. ipo eu estava realmente com raiva, nao sei se era raiva de mim mesmo, da situação ou da Adriana..mas eu estava muito puto.

Hoje passou mil pensamentos escrotos pela minha cabeça, tipo meu braço quebrando, eu brigando, sofrendo acidente e etc. pensamentos escrotos eu sei mas eu to muito puto e creio que seja comigo mesmo. não sei se por estar me importando assim pela adriana ou por estar sozinho ou qualquer coisa assim. sei que nao estou feliz e to muito puto por isso, hoje ate imaginei eu me dando uma facada no meu antebraço…coisa bizarra

Lembranças

Muito bom lembrar da época que você  conheceu alguém que te fez suspirar. Acho que não há  nada mais espontâneo e sincero.
Estava aqui lendo o status do meu relacionamento com a Adriana no dia 08/03/2013, no feed de notícias do Facebook,  quanta zoação.
Claro zoação  sadia com finalmente! Aeeew! \o/ e vários etc.

Na verdade a uns 40 dias ainda era assim. Meu terapeuta falou que hoje vivemos uma era que não nos relacionamos mais e simplesmente nos desligamos,  do nada e de uma hora pra outra. E que a imensa maioria do fim dos relacionamentos acaba por nada. Isso é  extremamente frustrante e preocupante.

Pouquíssimos dias antes do nosso termino eu dei parte do presente dela. Umas cartas de amor….ela chorava não de remorso e sim de felicidade. Problema que aquele dia deu mais uma crise de ansiedade dela perto de mim e aí ela começou a cogitar essa idéia é com ajuda da opinião das meninas tomou essa decisão. Que bosta.

Bom estamos aqui que mau nos falamos. Recebo umas cutucadas e fica por isso mesmo e muda de assunto. Não vejo até o momento uma possível reaproximação. Ao contrário estamos só  nos afastando.

Seguir em frente

Gostaria de saber como as pessoas de hoje cada vez mais são do tipo: acabou e cada um vai pro seu lado como se nada tivesse acontecido o passado não importasse e etc. Parece tudo tão robotizado, como se fossem sentimentos superficiais e de pessoas fúteis, já que essas pessoas (fúteis) não tem grandes sentimentos por ninguém e estão convivendo com as pessoas só pelo status.

Não estou falando que minha ex namorada seja fútil, ela é totalmente ao contrario. Estou falando isso porque vejo muitas pessoas assim fazendo isso, acabou e foda-se. Vi isso em vários casos e de pessoas ao meu redor. Ai até se tornam amigos e os amigos de um e de outro começam a ficar com esses dois e tudo beleza. Parece que o rotulo “namorando” “namorado” namorada” é código pra dizer, to transando com fulano, sicrano, beltrano e quando enjoa vai trocando. Eu deve ser um cara muito antiquado mas isso não quer dizer que você se relacionou com alguém, relacionamento é ter sentimentos profundos um pelo outro e não só transar.

Essa é minha critica a essa geração no quesito relacionamentos.
Quanto a mim, no inicio desse termino eu tava muito puto, magoado e disse merda pra ela, ela também um pouco. Nos falamos e eu fiquei hiper contente, ela veio falar comigo de espontânea vontade e eu achando que significava algo e não ao mesmo tempo.

Desde ontem me veio que por mais que eu goste da pessoa e ela de mim e ela optar por terminar, no caso se focar a ficar sozinha, seja por qual motivo quer dizer que a pessoa tá correndo o risco de me perder e depois se arrepender. Eis que se isso acontece eu já perdi a pessoa, afinal não fui o bastante pra ela por algum motivo.  O jeito é seguir em frente.

Exclui alguns apps do meu celular, acho que a melhor coisa que faço no momento é me focar em estudar mesmo, manter a cabeça ocupada e de preferencia sem ninguém do meu lado falando nada, nem amigos nem ninguém. Acredito que agora eu serei mesmo uma pessoa desconhecida pra ela porque não vou cumprimentá-la, evitarei ao máximo porque é melhor pra mim (não estou mau) e o jeito é ser realista com as coisas. Daqui a pouco tempo ela tá com alguém ou eu e é melhor manter distancia, quando se namora alguém e se gostam de verdade não há espaço pra amizade.

Acho que no momento o correto é me afastar mesmo de tudo (já que enjoei de tudo e todos que conviviam comigo) até poder sair por ai novamente, se não houvesse faculdade acredito que o mato seria um bom lugar.

voltei

sim, eu voltei e sim mais um fim de relacionamento. Dessa vez foi quase um “não é você, sou eu”. Se existe coisa pior que algo assim pra terminar um namoro me avise por que eu desconheço.

Não sei exatamente o que aconteceu somente que estava tudo muito bem e de repente vi que ela ficava mais na dela e a perguntei e ela nem tinha reparado. Eis que depois disso ela começou a ficar muito preocupada em realmente ser verdade e ser um sinal de que estava deixando de gostar de mim. Acontece que esse medo dela começou a gerar um ataque de ansiedade e ela já estava com uma quantidade considerável de preocupações, como o final da faculdade daqui a um ano, o  inicio do cursinho da OAB, os stress de se trabalhar com o pai dela e um desiquilíbrio hormonal que ela vinha sofrendo.
talvez esse ultimo seja um grande culpado de ela ter ficado meio louco desde o inicio.

Culminou que ela chegou pra dar um tempo e eu fiquei puto de raiva, comecei a argumentar e fiquei quieto e aceitei muito puto da cara. Eu deveria ter sido mais firme e não deixado isso acontecer, conversado, dito que era uma fase e que ia sim ficar tudo bem mais pra frente. fiquei tão puto e e fui orgulhoso ao ponto de pensar que se ela cogitava algo assim que sai e não quis mais saber de nada. Afinal longe  e separados nada disso vai se resolver a nosso favor e sim cada um pro seu lado.

Agora a merda já foi feita, ela esta na dela, muito bem e aparentemente total de boa sem a minha presença. Na verdade é capaz de me ver só como um amigo. A um mês eramos o melhor casal da cidade e estávamos muito felizes juntos e isso que me deixa mais frustrado, porque eu sinto falta de conversar com ela, da minha companheira pra todas as horas. Saudades dela tirar sarro de mm por qualquer motivo, de ouvir a sua voz e fazê-la rir muito.

Tenho muito respeito por ela (até a defendi de comentários maldosos a seu respeito), Mas se tem uma coisa que não poderei ser é seu amigo. Infelizmente acho que chegou o fim da linha e pela minha experiencia nesses casos e até mesmo pelo o que sofri do final do relacionamento anterior eu deveria estar super de boa, até achei que eu estava, tentei ser duro ficar na minha mas cedi e vi que ainda gosto muito dela, mas ela n gosta de mim

O Natal é dia de paz e prosperidade, de fazer as pazes ou para muitos, ser falso e fingir que está tudo bem. Quando era criança eu não conseguia entender como as pessoas conseguiam ficar brigadas e ser falsas umas com as outras no Natal, parecia uma abominação.
Acontece que os anos passam, a percepção das coisas muda assim como e amor próprio e a maturidade para tirar de nosso convívio pessoas que denigram a nossa imagem simplesmente pra justificar um erro pessoal, outras que você já defendeu com unhas e dentes a todos que falavam coisas horríveis sobre elas e na primeira oportunidade elas também te denigrem.

Por essas e outras vejo que a vida de adulto, quanto mais você envelhece menos amigos você tem por esses motivos. Sou do tempo em que amigo é amigo pra todas as horas, de cuidar de amigo bêbado, de levar pra casa se aconteceu alguma presepada na casa dele, de não deixar a pessoa fazer uma merda que vá mudar a vida do cara pra pior e não falar mau. Vida de adulto é um porre nesse sentido

Revendo as coisas

Você muda o seu jeito de ser a partir de algum evento importante que aconteceu em sua vida. Pode ter sido um novo(a) namorado(a), um termino de namoro, nascimento de alguém, morte de alguém, traição de algum “amigo”, e por ai vai.

Depois que esse evento marcante acontece uma coisa é fato, você muda. Essa mudança pode até ser temporária, vai depender de o quão profundo isso afetou você.

No meu caso posso dizer que quem me via de fora, acredito até que o pessoal do meu trabalho não notou diferença alguma.

Em casa lógico que mudei bastante, afinal depois que um relacionamento de três anos em que você vivia mais na família da pessoa que na sua, todos que conviviam simplesmente não falam mais contigo, os amigos do casal fazem até chacota de você pelas costas, seu amigo de infância mostra-se contrário a volta, até ai tudo bem, mas você descobre que o cara fala mau até da sua pessoa e você defendia o cara pra todo mundo. Tua ex te humilha por ai até o dia que faz isso na tua cara sem dó nem piedade na frente de seus amigos e amigas dela…

Com eventos como esse pode ter certeza que eu mudei, consideravelmente. Por exemplo, hoje tenho muito menos paciência com muitas coisas e pessoas, em casa gosto de ficar no meu canto e de preferencia ngm vir sequer falar comigo, a não ser que eu vá falat com alguém de casa.
Não acredito mais que eu vá ser infeliz ou morrer se não ficar com tal pessoa. Isso é coisa de idiota, você fica com a pessoa enquanto gosta e te faz bem, no momento em que isso muda bola pra frente e foda-se.

Aprendi a não me doar tanto pra agradar alguém, assim vocêdeixa de ser você e vira um fantoche, uma peça descartável. Você deve tratar bem e até fazer um agrado pra quem esta com você até mesmo pra aproveitar o momento, ser feliz. Quanto as amizades, ser amigo e valorizar pessoas que não te deixaram na mão quando você precisou, não precisa ser uma amizade antiga mas ser uma amizade com alguém de caráter.

Sei que eu era uma pessoa que todo mundo “cagava” na cabeça e dizia sempre amém e sem magoa de ninguém, hoje acabei me dando mais valor e com toda certeza tenho muita raiva de todos que poderiam ter feito algo pra me ajudar a sair do poço e nada fizeram. Não esquecerei nada disso justamente pra não cometer os mesmos erros, saber de onde vim pra saber pra onde irei.

Contar vantagem

Se tem algo que acho mais escroto em uma pessoa é definitivamente falar que fez coisas que não fez.

Por exemplo? Bom dizer que estava na organização de algo mas não ter dado uma idéia ou ter movido uma palha.

Pior ainda é quando o cara não faz nada com a mina, as vezes o cara nem tento por N motivos. Até ai beleza, o foda é quando o cara é questionado pelos amigos e por não ser homem suficiente e ter vergonha de ser zuado fala que fez mil e umas coisas….hahaha
Ai o cara não sabe porque fica uma ou duas vezes e as minas não olham mais pra cara dele. Isso ou porque o serviço foi hiper mau feito.

Fica a dica pros manes que hoje em dia parecem não saber uma coisa simples.
*Mesmo que vc não tenha dado conta por algum motivo, convese em off com a mina não vire a cara e se distancie do nada, mesmo que não role mais nada ela não sairá falando aos 4 ventos foi uma merda. Até falara que você é gente boa e tudo mais e não rolou.

**Essa de sair falando que fez mil coisas pra se gabar com os amigos, alguns vão direto pra ela contar. Tenha acontecido tudo isso ou não aprenda que quem come quieto come mais e melhor. Se for contar alguma estripulia conte quando tiver fora de contexto. Numa bebedeira de homens e que sempre chegam nesses papos, se tiver convivio com a mina não dê o nome do santo, contar o milagre já tá louco de bom.